Alunos do Instituto Padre Machado debatem crise econômica nas aulas de Empreendedorismo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Alunos fizeram levantamento junto aos pais dos gastos da casa para entenderem a necessidade de economizar e mudar de postura frente à crise econômica. De acordo com a professora, muitos pais e filhos não tinham ideia do quanto e nem em que eram gastos os recursos.

Aumento de preços generalizado, queda do poder de compra da renda das famílias e, para piorar, os trabalhadores ainda tem de conviver com o pesadelo do desemprego que já tem assombrado muitas famílias.

Discussão em rodas de conversa, bares e encontros de família, a crise não foi esquecida pela escola.

Nesses tempos de vacas magras, muitas delas se empenham para debater com os alunos novas posturas diante do problema.

No Instituto Padre Machado, na disciplina de empreendedorismo, os alunos do 9º puderam desenvolver um Canvas Pessoal (Canvas é uma ferramenta estratégica que ajuda empreendedores e gestores a criar, desenhar e descrever o funcionamento e fluxo de um modelo de negócio. Ele permite sintetizar o modelo de negócio de forma visual e de fácil compreensão.), em que foi trabalhada a questão do quanto cada família gasta mensalmente para mantê-los.  Os alunos tiveram que, em sala de aula, levantar tudo aquilo que gastavam: mensalidade escolar, cursos extras, academia, aulas de línguas, celular, etc. orientado pelos professores da disciplina, Júlia Campi e Leonardo Campos.

Júlia Campi conta que foi feito então um contraponto com o valor do salário mínimo vigente no país, e pedido para que os alunos validassem estes valores com os pais. De acordo com a professora, o retorno foi o de que pais e filhos conversaram em casa sobre finanças e necessidade de economizar, principalmente em tempos de crise, e que muitos pais e filhos não tinham sequer ideia de quanto gastavam por mês.

Com os alunos do 1º e 2º anos, além do Canvas Pessoal, foi trabalhado um simulador de negócios, em que os grupos de alunos deveriam gerir empresas virtuais, concorrentes entre si, aprendendo sobre todas as áreas da gestão, inclusive sobre orçamento e finanças de uma empresa. Os estudantes puderam perceber de forma dinâmica como as decisões de setores diversos de uma empresa recaem no financeiro da organização, como é necessário cuidar dos custos, fazer aplicações e verificar taxas de juros cobradas em empréstimos.

O projeto “Empreendedorismo na Base da Escola” é desenvolvido através de uma parceria entre o Instituto Padre Machado e a Smart Inteligência Empresarial, empresa de consultoria em gestão de negócios e finanças de Belo Horizonte/MG.

Na disciplina, que é atualmente ofertada a todos os alunos do 9º, 1º e 2º anos, com idade entre 13 a 17 anos, é trabalhada uma nova opção de vida e de carreira: empreender. Os alunos são convidados não somente a pensar em abrir uma empresa, mas em serem cidadãos e estudantes com visão e comportamento empreendedor.

Como atividade final da disciplina, os alunos desenvolverão um projeto para a feira de empreendedorismo do Colégio Padre Machado, prevista para novembro de 2015. No desenvolvimento do trabalho, os alunos serão estimulados a construir suas próprias empresas, orientados pelos professores da disciplina, Júlia Campi e Leonardo Campos. Durante o processo eles irão desenvolver ferramentas e metodologias que os auxiliarão no desenvolvimento da empresa.

Para a professora de empreendedorismo Julia Campi, “educar os alunos com princípios sustentáveis deve ser sempre estimulado. É um modelo mental que precisa ser desenvolvido desde criança, para que esses princípios se tornem valores e façam parte da essência do individuo na fase adulta. Será que um filho que foi educado em um ambiente onde economia sustentável não é prioridade, e todo recurso parece interminável, tem a ideia do esforço dos pais para manter todas as suas despesas?”, reflete a educadora.

Ela alerta que os pais devem, desde cedo, falar da relação sadia que se deve ter com o dinheiro. A professora propõe, para isso, algumas estratégias. “Um ponto relevante é a percepção de valor da mesada pelos filhos, que pode ser mais estimulada quando o filho ‘conquista’ o dinheiro, ou seja, ele precisa realizar alguma tarefa para receber a quantia prometida. É papel dos pais incitar os filhos a buscarem seus próprios recursos. Assim, lavar a louça diariamente ou lavar o carro no final de semana podem ser um bom começo para incentivar o filho e aluno a começar seu primeiro negócio. Com exemplos em casa e no cotidiano, o aluno começa a fazer conexões com as ferramentas aprendidas em sala de aula e começa a pensar: será que poderia começar a lavar os carros dos meus vizinhos? Quanto eu poderia ganhar?”, conclui.

A professora conta que alguns alunos já possuem modelo mental direcionado para o empreendedorismo, seja por uma necessidade domiciliar ou por um estímulo próprio, e já vendem doces e chocolates. “Tal ação precisa ser apoiada e ao mesmo tempo controlada pelos pais, para não se perder o sentido e a magia do empreender”, conclui Julia Campi.

Sobre o Instituto Padre Machado:

Fundado em 1921, O Instituto Padre Machado alia tradição e modernidade no processo educativo. Dirigido pelos Religiosos Barnabitas – Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo, o Instituto mantém sua linha de ensino focada na formação humana e cristã. Possui Projeto Pedagógico inovador que valoriza as individualidades do educando, visando não apenas educá-lo, mas também humanizá-lo e dignificá-lo.

Histórico: O Instituto Padre Machado foi fundado em São João Del Rei, em 25 de janeiro de 1921, pelo Professor Antônio Lara Resende. O Instituto foi transferido para Belo Horizonte em 1940 e instalado na Rua Espírito Santo, 605. Após quatro anos, passou para a atual sede, situada na Avenida do Contorno, 6475.

Fonte: SINEPE – MG

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
0 respostas

Deixe uma resposta!

Participe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *