História

O Instituto Padre Machado foi fundado em 25 de janeiro de 1921 pelo Professor Antônio de Lara Resende, na cidade de São João Del Rei, Minas Gerais. O Professor Antônio de Lara Resende, um “sonhador e um grande educador” (Manuel Casasanta – Memórias Vol. II pág. 9 – 1972)inspirado no modelo do Colégio Caraça, em Barão de Cocais, MG, onde foi aluno, iniciou sua obra na educação, usando sua própria casa como espaço de colégio, na cidade de São João Del Rei, com apenas oito alunos internos. Seus filhos e alunos eram como uma família, tal era a dedicação deste homem. O zelo pela educação formal  se trilhava por princípios do evangelho, atento às orientações da Igreja Católica. (Memórias – Vol. II – 1972 – Página 109).

Em 1939, atendendo as suas necessidades particulares, o Professor Antônio de Lara Resende, com sua família, transferiu-se para Belo Horizonte; e com ele a transferência do Instituto Padre Machado, instalando inicialmente na Rua Espírito Santo, 605; posteriormente em 1944, transferido para o prédio recentemente construído, na Avenida do Contorno, 6475 (Memórias – Vol. II – Página 233).

Em 1950, a Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo, conhecidos como Religiosos Barnabitas, assumiu a direção do Instituto Padre Machado após 29 anos de impecável trabalho do grande educador Prof. Antônio de Lara Resende. (Memórias Vol II – Página 233),

IPEM – Instituto Padre Machado, se consolidou como uma das escolas mais tradicionais da capital. Diversas personalidades que se destacaram nos mais variados campos de atividade como as artes, o esporte e a política, passaram pela escola:  o empresário e político Walfrido Mares Guia, o ex-senador Murilo Badaró, a bailarina e coreógrafa Angel Vianna, Klauss Vianna (também bailarino e coreógrafo), mais recentemente a campeã olímpica e capitã da seleção brasileira de vôlei Fabiana, o nadador e campeão olímpico Thiago Pereira, a cantora Fernanda Takai, o cantor e compositor Wander Lee e o médico e empresário Hermes Pardini, entre outros.